DESOPILÂNCIA 5

__________________________________________________________________________

MINHA DECLARAÇÃO DE AMOR À EDUCAÇÃO!

A energia governa a vida… Ninguém é vítima isolada numa sociedade de múltiplos ensaios, tampouco os professores… Os professores do passado deixaram uma sequela de arrogância e de medo na população… E eram muito bem pagos, mas eram pobres de educação espiritual, na média, ou acima dela, prevalecendo assim esta característica… Disto se aproveitaram alguns espertalhões para difundir a infeliz idéia de que ninguém precisava da educação… Encaixou como uma luva na população traumatizada e “mordida” com a postura dos velhos professores… Herdamos isto, é fato!… Mas, por questão de ressonância mental da energia psíquica, foram essas pessoas traumatizadas que escolheram seus governantes, e que agora repulsam suas presenças, para se “vingarem” dos professores e da velha escola! Bem feito, para aquele modelo educacional saturado de desamor , arrogância e hipocrisia… Foi como brigar com o padeiro da esquina que não serviu o pão direito! Mas ninguém pode passar sem ele, o pão, a educação! Alguma coisa precisa de ser feito para solucionar isto! É o que está acontecendo neste exato momento! O desabrochar de uma nova consciência, onde a sociedade é quem dirá que postura educacional que ela quer para os seus filhos e netos daqui pra frente! A família, célula máter da sociedade, negligenciou na educação do lar, para que seus filhos pudessem ter um álibi improvisado, e se defendessem daquela educação que ela tanto detestava… A escola não tinha a alegria e o respeito de quem devia dar o exemplo, o professor e demais funcionários! Sofri, enquanto aluno, com professores muito bem pagos e extremamente irados, impacientes, agressivos, e em alguns casos até mesmo incompetentes! Isto me levou a buscar o conhecimento fora da sala de aula, nos livros e conversas… Virei autodidata, onde percebi que qualquer pessoa pode aprender, desde que esteja motivado… Descobri então, que a motivação era a chave para o aprendizado verdadeiro! E olhe que nem havia a internet ainda, onde o acesso ao conhecimento é simplesmente fantástico! Por isto tenho a certeza que tem de haver o acesso digital para todos… Se quisermos uma sociedade justa e realmente igualitária… E quando me vi na vocação de educador e professor, atuando na sala de aula, sofria agora, progressivamente, com alunos mal educados em casa, agressivos, indolentes, prepotentes, praticantes de todas as formas de bullying, contra os colegas e professores… O motivo pra isto, já expliquei acima. Somos responsáveis sim! Só que também estamos despertando, com a dor é claro, para o propósito de melhor servir à população e aos seus filhos… Não se educa com meias verdades, ou não se assumindo nas devidas responsabilidades de cada um! A sociedade está percebendo que Educação não se faz só com conhecimentos… Isto o aluno pode buscar em muitos lugares nos dias de hoje, inclusive na internet… Educação se faz quando educadores, e não somente professores, inserem no aluno o “software”  da motivação e dos valores morais sadios para o exercício da cidadania… Uma vez instalado, o educando poderá aprender de tudo, pois terá alcançado o discernimento e o senso crítico… Praticará a bondade, a tolerância e escolherá a honestidade de caráter, não mais por coerção disciplinar e punitiva, mas por uma opção espontânea e consciente da sua importância. Para tal, é imprescindível a inclusão das matérias de sociologia, ética e filosofia no currículo escolar. Exatamente o oposto do que vinha sendo feito até agora, por cegueira ou intencionalmente. O trabalho exitoso da educação tem de ser uma tarefa de equipe, multidisciplinar, com as matérias anteriormente citadas à frente para liderar e inspirar as demais. E, sendo uma atividade de grupo, deve se reservar um tempo maior de reflexão conjunta dos professores, sobre a metodologia pedagógica mais adequada à realidade escolar em que atuam. Por isto, devem os professores bater o pé sim, no cumprimento da jornada do piso da categoria, destinando um tempo maior para a integração pedagógica dos professores e direção.  No feriado, postei no blog sobre a expectativa que o trabalhador brasileiro está tendo por uma educação de qualidade e de fato! E à noite, a fala da presidenta na TV aberta, deu a impressão que ela havia lido o meu post! Nem a conheço pessoalmente, mas a energia da mudança já pode ser percebida pelos mais atentos, em qualquer lugar! Está amadurecendo e vai virar a educação do terceiro milênio, pois já estamos nele! Onde ela deverá ter, na prática educacional, os valores morais do respeito, da ética e do amor ao próximo! O governante que não perceber isto, e não realizar esforços nesta direção, espirrará fora como um berne espremido! Aguardemos, enquanto fervilhamos as consciências sonolentas para despertá-las! Dias melhores estão chegando para todos, sociedade e educadores, povo e professores! Todos nós, familiares, professores e governantes, temos nossa cota de responsabilidades em aberto, para concentrarmos esforços nesta nova direção… Aí sim,  ficará bom pra todos, e não somente para os políticos viciados com as facilidades do dinheiro alheio e mimos do poder! Uma, porque esta subcategoria deverá ser substituída por uma outra categoria de políticos, alinhados agora com um novo padrão de pensamentos de justiça, já exteriorizados pela mente ansiosa da sociedade, que já não suporta mais os escândalos de corrupção, impunidade, descrença nas instituições políticas e educacionais, e o assédio imoral que povoa palácios, ruas e vielas! E o pensamento é energia causal pura na sua irradiação, refletindo polarizações diversas de colorações partidárias quando encontra as superfícies rugosas dos interesses corporativistas! O povo já está percebendo isto, quando afirma que mudam-se  os bois, mas o cocho é o mesmo, quando da alternância de poder nas eleições políticas, que independentes desta ou daquela sigla partidária, já não infundem mais o respeito e tampouco entusiasmo no eleitor e contribuinte! E quem está emergindo esta luz do inconsciente coletivo, é a tão maltratada educação, que renasce forte, reflexiva,  e que vem para ficar e apontar os novos rumos da civilização do terceiro milênio! Esta nova consciência educacional também não produz revoluções, mas vem com força moral e embasamento intelectual para formar novos e preparados revolucionários que a sociedade já convocou para ouvi-la e servi-la! Lembrando que esta força é energia pura e redirecionada às mudanças, por isto mesmo costuma ser chamada de “Opinião Pública”!

Também por isto, embora as divergências nas adaptações do ideário político-econômico, e na minha independência de inspiração das idéias de um domicílio norte-americano, num ponto concordo com o jornalista abaixo.

Diogo Mainardi

_________________________________________________________________________________________

Anúncios

Publicado em 4 de maio de 2013, em ATUALIDADES, CIÊNCIA, CIDADANIA, CIDADES, CULTURA, ECONOMIA, EDUCAÇÃO, FILOSOFIA, INFÂNCIA, INFORMAÇÃO, JUSTIÇA, JUVENTUDE, MATURIDADE, PARADIGMAS, PENSAMENTOS, POLÍTICA, REFLEXÃO, VOZ DIGITAL e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: