No universo real político tem de tudo, os inteiros, os racionais e os irracionais!

__________________________________________________________________________

O SEGMENTO DE RETA ESTÁ PARA A RETA, ASSIM COMO UM PARTIDO POLÍTICO DEVERIA ESTAR PARA O UNIVERSO POLÍTICO.

Um número real costuma ser representado por um ponto numa reta com sentido de crescimento oscilando do -∞  ao  +∞.

Como entre dois pontos há infinitos deles, entre dois números reais inteiros há infinitos números compreendidos entre eles, oscilando entre os racionais e os irracionais.

E aqui se configura um bonito paradoxo: a parte é igual ao todo! Sim, há infinitos números reais entre dois inteiros, mas também há infinitos números à esquerda do menor deles e à direita do maior, entre o -∞ e o +∞, quando se visualiza o todo, o conjunto dos números reais.

No universo político, um partido dele, seja à esquerda ou à direita do seu ponto de localização, também contempla uma vasta vizinhança entre tantos outros partidos, oscilando entre os inteiros, os racionais e os irracionais.

-∞ —————————|——|——|——|———-> +∞   ® (reais)

                               -1       0      1       2

Bonita a matemática, não acha? Ela é universal no seu entendimento… Mas só para aqueles que a compreende, somente para os alfabetizados, portanto.

Assim também acontece com a política, pois só dá para falar dela com os alfabetizados políticos, somente.

Revoltas e manifestações acontecem quando o povo já não consegue enxergar quem está à esquerda, e quem está à direita das suas necessidades, expectativas e sonhos.

Nestes momentos de tensão criativa e de restabelecimento da ordem, apesar do caos aparente, pouco importa quem está à esquerda ou à direita de cada parte do povo. Para o povo, nestes momentos, ninguém têm crédito para o representar. Então, há de se perceber que estes movimentos são apartidários.

Mas, tão logo o povo retome pra si a posse da hierarquia representativa do poder, são os partidos à esquerda ou à direita que serão escolhidos por ele para operacionalizar as mudanças. Então, é previsível que o povo queira falar com os partidos existentes somente depois de todos eles entenderem que eles existem para o povo, e não o contrário.

Há de se firmar, em seguida, um compromisso moral da representatividade do povo. Até porque as pessoas que integram os partidos também são parte do povo.

Mas há uma tendência, dentro e pós-crise, que os partidos se enxuguem, recuperando assim a sua identidade inicial numa referência bipolar, de esquerda e direita.

Como não há mais a guerra fria, e por conseguinte os extremos “salvadores” no cenário político internacional, é uma ótima oportunidade para todos compreenderem melhor quem eles querem que atue na defesa dos seus interesses, se é a esquerda ou a direita.

Vamos facilitar a compreensão, definindo melhor as atribuições de cada atuação partidária. Para isto, valer-me-ei de um paralelo com um carro. Nele, existem os pedais à esquerda (freio) e à direita (acelerador). Qualquer motorista habilitado sabe que para avançar no trânsito, ele precisa acelerar. E quando ele quer uma posição de defesa daquilo que ele já conseguiu andar, ele pisa no freio. Simples assim, tudo muito espontâneo e sem traumas.

Na política não é diferente, só que o partido que costuma representar os avanços é o da esquerda. E quando se precisa dar um freio para garantir a integridade daquilo que já se rodou (conquistou), é o partido de direita quem o faz, ou deve fazer.

Manifestações-Populares-protestos-em-SP

Realinhando o raciocínio para compreender os fatos que eclodiram, soa no mínimo estranho os representantes do governo afirmarem publicamente que não conseguem entender os motivos dos protestos. Não entendem, porque se posicionaram e agem como um partido de direita, e o povo quer avançar. São de direita quando “seguram” as instituições democráticas, paralisando-as, a fim de preservar os direitos… Só que aqui está o grande equívoco: eles preservaram os direitos dos seus pares, e não os do povo!

Reparou que eles blindaram os seus amigos que cometeram crimes administrativos, contra a ordem econômica e contra as licitações que se esperava fossem realizadas com ética e transparência, e que uma vez condenados foram encaminhados para postos de promoção, e não para a cadeia como queria e quer o povo!?

Eles dizem que não entenderam os motivos dos protestos e manifestações que estão acontecendo? Acho que foi o caráter corrompido que corroeu a sua inteligência e sensibilidade! Então, com muita tranquilidade eu afirmo: O POVO ESTÁ CERTO MESMO! COMO É POSSÍVEL PROGREDIR COM UM  CAPITAL HUMANO POLÍTICO TÃO DETERIORADO ASSIM!?

Em resumo: neste momento, os partidos políticos, quaisquer que sejam as suas bandeiras motivadoras, devem respeitar as ações necessárias que o povo está executando para restabelecer a ordem moral das instituições democráticas. Sendo assim, neste momento sugiro um acompanhamento apartidário.

Num outro momento, quando a força moral das instituições já estiver saneada, o povo irá convocar os partidos políticos que melhor se sintonizem com a sua nova idade de crescimento e consciência política. Neste momento sim, deverá haver um reposicionamento dos partidos, que já deverão estar devidamente saneados da presença dos que só corrompem e roubam, se quiserem continuar a existir e gozar do respeito do povo! Não compreender isto, é dar atestado público de analfabetismo político!

___________________________________________________________________________________

Anúncios

Publicado em 21 de junho de 2013, em ATUALIDADES, CIÊNCIA, CIDADANIA, CIDADES, CULTURA, ECONOMIA, EDUCAÇÃO, FILOSOFIA, INFÂNCIA, INFORMAÇÃO, JUSTIÇA, JUVENTUDE, MATURIDADE, PARADIGMAS, PAZ, PENSAMENTOS, POLÍTICA, REFLEXÃO, SAÚDE, VOZ DIGITAL e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: