SAUDADE DA MALOCA… JOGARAM SUA CHAVE NO TREM DAS ONZE QUE O METRÔ SUPERFATURADO APOSENTOU.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________

JOÃO RUBINATO, UM RUBI NATO DE SIMPLICIDADE, ALEGRIA E MELODIA, NASCEU EM 6 DE AGOSTO DE 1910, EM VALINHOS-SP. GOSTAVA TANTO DE ENCARNAR PERSONAGENS, QUE UM DELES APOSSOU-SE DA SUA IDENTIDADE ARTÍSTICA. E ASSIM VIVEU ADONIRAN BARBOSA, MOSTRANDO TODO O TALENTO E VERSATILIDADE INCOMUNS PARA ALGUÉM QUE GOSTAVA DE VIVER SIMPLES E APRECIAR OS COMUNS!
MINHA SINGELA HOMENAGEM, COM ADMIRAÇÃO, RESPEITO E SAUDADE… E CERTO DE QUE NÃO DIGO BESTEIRA, FAÇO JUSTIÇA A ESTE ITALIANO DE ALMA BRASILEIRA!

_________________________________________________________________________________________________________________________________________

No tempo dele, o trem das 11 circulava às onze mesmo!

Adoniran Barbosa falava a língua do povo.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________

Ele fez de sua saudosa maloca um palacete cantado e encantado no imaginário popular.

Adoniran Barbosa fez da sua saudosa maloca um palacete cantado e encantado.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________

Adoniran Barbosa, o poeta do Bexiga._________________________________________________________________________________________________________________________________________

Ele sempre foi objetivo, espontâneo e direto na sua comunicação e arte musical. Quem não quer ter boas lembranças que deixe de estória, e jogue fora a chave da bendita memória!

_________________________________________________________________________________________________________________________________________

Adoniran Barbosa, ciou e elevou no cenário artístico o samba paulista._______________________________________________________________________________

Cantou, ao lado de Elis Regina, o “Tiro ao Álvaro”, numa referência ao poder de sedução do olhar nas paqueras. Por isto que as mulheres ousadas e vitoriosas nas conquistas amorosas costumam caprichar numa boa maquiagem.

Adoniran Barbosa e Elis Regina, parceria de alegria extrapolada na música "comunicativa" das emoções humanas e corriqueiras.

________________________________________________________________________

Anúncios

Publicado em 6 de agosto de 2013, em ARTE, ATUALIDADES, CIDADES, CULTURA, FILOSOFIA, INFORMAÇÃO, JUVENTUDE, MATURIDADE, MÚSICA, PARADIGMAS, PAZ, PENSAMENTOS, POEMAS, REFLEXÃO, TV, VOZ DIGITAL e marcado como , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: