O PUXA-SACO.

Cada vez mais me surpreendo na vida, até mesmo com a própria vida e com aquilo que aparenta ter vida.

Gif borboleta

___________________________________________________________________________________________________

E me surpreendo positivamente com as estratégias da vida, ao brincar de esconde-esconde com a essência guardada nas formas, relevos, expressões e sensações.

___________________________________________________________________________________________________

Mas a essência continua sendo a essência, “algo” que de alguma forma se manifesta como sendo fundamental na vida… e, creio que assim seja também, e principalmente, além dela.

___________________________________________________________________________________________________

Acho engraçado existir algo além da vida que não seja a própria vida…

___________________________________________________________________________________________________

Pois o que poderá superar uma essência? Creio que deva ser algo essencial também!

___________________________________________________________________________________________________

Aí chego à conclusão, pela observação, poucos conhecimentos, muitos raciocínios e masturbações mentais, que toda essência contém a si mesma; logo, o que poderá ter além da vida é a própria vida, ou muito mais vida até!

___________________________________________________________________________________________________

Há vida em tudo. Há muitas formas guardando a essência da vida, para serem reveladas e absorvidas no momento oportuno. Ao comer  um delicioso pêssego, logo descubro um caroço duro, e cuja dureza  me sugere não ser para comer, pois não tenho dentes elétricos rotativos, tampouco brocas de diamante nas cúspides.  Já, ao comer um saboroso caqui maduro, as sementes que encontro no seu interior, acabo mordendo e enfiando goela abaixo sem maiores problemas. A vida é espetacular! A natureza revela em tudo, seja pela beleza das formas, pela textura, pelo sabor, pelo grau de dureza, a função que cada coisa realiza na expansão da vida, e na sua manutenção. E, sendo bons observadores, acabamos por descobrir a essência que manifesta a vida, e o jeito certo de lidar com cada coisa e pessoa que traz ela consigo também, sem por nem tirar.

___________________________________________________________________________________________________

Por falar em “jeitinhos” de viver pra se relacionar bem, e ganhar em qualidade de vida, o que será que serve para tocar, estimular, puxar ou esticar? O que seria do saca-rolhas se não houvesse a sede de bons vinhos?  O que seria do ‘botox’ se as pessoas não sorrissem? O que seriam dos políticos se só fanáticos partidários lhes ouvissem? O que seria de um país sem heróis, atrasado? O que seria de uma nação que precisa e muito de heróis, acomodada?

___________________________________________________________________________________________________

O que seriam dos consertos se outros não houvessem criado as ferramentas? O que seriam das escolas, se pra passar de ano nem de cola é mais preciso? Só se for pra colar os pedaços da educação que pra ser boa deve ser integral.  Se observar bem, e isto é muito mais que só olhar com os olhos coloridos ora refrescados por colírios, há em tudo e em todos, uma peça do quebra-cabeças gigante que é a vida, pra encaixar como um brinquedo de aprender, imaginar, sonhar, construir e realizar.

___________________________________________________________________________________________________

Sempre me deram a entender que a figura do puxa-saco era alguém que para se dar bem na vida vivia a bajular e a agradar para num dado momento dar em alguém o seu bote intencionado.

___________________________________________________________________________________________________

Só que fico aqui já tentando entender como se tivesse matutando eu numa selva de pensamentos mas num rio que é dela e dentro de um barco que é meu pois eu mesmo o construí com restos de madeira e até sobras de taco, como é possível alguém ser considerado agradável se tem ele como principal estratégia de agrado só puxar e fazer doer muito com isso até um delicado saco?

Gif girafa

Puxa-saco 0

___________________________________________________________________________________________________

Ou será que tem saco e sacos? Haja saco para entender a função de cada um deles, então. Sendo homem, quando alguém falar do meu saco, e alguém se aproximar para puxá-lo, vou dar é porradas mesmo! Ele é tão delicado, erógeno, sensível, maleável, protetor flexível dos produtores dos quebra-cabeças líquidos, e cujo duto ereto e duro, há de se encaixar em alguma forma concebida para receber-lhe com tal e gracioso encaixe, que se torna assim, um instrumento fiel e capaz de produzir até a vida, ao fazer jorrar o líquido precioso pra se encontrar com sedentos, mas pacientes óvulos…

___________________________________________________________________________________________________

Acho a lógica do sentido de existirem tais coisas diferentes pra se encontrarem produzindo coisas boas, tão simples… Simples demais, “porra”!

___________________________________________________________________________________________________

Seria alguém muito escroto a tal ponto de não entender que o saco é exigente de carinho e prazer, e não é puxando, socando, mordendo ou esticando, que irá me convencer que tem a minha simpatia ou aprovação só com tal e estúpida intenção?

___________________________________________________________________________________________________

Eu mesmo só trato o meu saco com mimos, toques interessantes e cafunés coçados , mas sem serem muito forçados, como forma de carinhos. Se for de uma mulher não saber como tratá-lo como ele bem merece pego as suas mãos ou sei mais o quê que esteja mergulhando na área de importante trabalho, e com jeitos mostro-lhe novos conhecimentos e descobertas que a felicitará também.

___________________________________________________________________________________________________

Com o saco não se brinca! Ou melhor, brinca-se sim… só que tem de saber brincar para marcar gostoso na memória. Afinal, é nele que está a central da memória genética do meu ser que também nunca me cansei de compartilhar. Não cansei porque admiro o seu trabalho e finalidade. Então, há de se ter uma boa e agradável qualidade no seu acesso autorizado sim, uma vez já feito também um solicitado login, e é claro e bom que seja assim.

___________________________________________________________________________________________________

Resumindo: não vejo com bons olhos a pessoa puxa-saco, pois ao puxar, a dor vai reinar. E por acaso estou maluco de deixar alguém se divertir ao me judiar? Mas não estou mesmo! Agora, se o saco que estou pensando neste momento ser de outra natureza, como aquele que transporta as riquezas do nosso erário, se alguém puxar ou empurrar ele sem dar qualquer explicação convincente, deixar de devolver as cotas de prazer em forma de benefícios sociais, eu vou estrilar e agir impedindo, enquanto grito a todos vocês: como é pessoal, e nós, iremos deixar? As mulheres até posso entender, mas e os homens, será que andam ou estão vazios os seus sacos que nada fazem para defender o que é tão importante para fazer a vida pura ou  mestiça verter progresso com justiça e assim fecharem bem perfumados orifícios quanto também os já vencidos e mal-cheirosos buracos?

Puxa-saco 12

___________________________________________________________________________________________________

(Milton Graça – com o saco cheio de ver larápios esvaziarem os sacos de dinheiro que é de todos, só para eles enfeitarem os seus barracos)

___________________________________________________________________________________________________

Puxa-saco 1

Puxa-saco 2

puxa-saco 4

Puxa-saco 5 a

Puxa-saco 5 b

Puxa-saco 6

Puxa-saco 7

Puxa-saco 8

Puxa-saco 10

Puxa-saco 13 a

Puxa-saco 13 b

Puxa-saco 13 c

Puxa-saco 20 a

Puxa-saco 20 b

Puxa-saco 20 c

Puxa-saco 23 a

Puxa-saco 23 b

Puxa-saco 23 c

Puxa-saco 9

Puxa-saco 24 a

Puxa-saco 25

O puxa-saco tradicional nasceu no meio militar. Era o nome dado aos praças que puxavam os sacos contendo os mantimentos, tanto os seus quanto dos seus superiores hierárquicos. Olhando assim, é até necessário que exista alguém para oferecer conforto e mordomias pra quem tem o poder de comandar a tropa. Porém, não diria o mesmo do pobre puxa-saco, já quem não tem ninguém abaixo dele para repassar a ordem dada. 

O puxa-saco mais famoso, o funcional, é bajulador, servidor de cafezinhos e distribuidor de fartos elogios e tapinhas nas costas dos seus chefes, para alcançar promoção mais rápida na empresa que trabalha.

Agora, o puxa-saco mais temido, é o político, e é bom ficar de olho nele. Ele adora ostentar poder quando de fato o único poder que ele tem é viver no meio de quem tem realmente, para livrá-lo da cadeia quando precisar. Porque ele adora puxar o saco que contém todas as riquezas de uma nação, sendo por isso chamado de refinado ladrão, que veste-se muito bem e fala mais do que consegue respirar. A vocação dele atrai o destino da prisão. Mas é de admirar-se que haja pessoas revestidas de poder, que se prestam a lhe dar proteção. De onde será que procede tamanha distinção e consideração?

Bem, se forem eles tão próximos e dados assim, está também na hora de se exigir que eles façam tratamentos dentários frequentes. Vai que as raízes da corrupção sejam tão profundas que se escondam nas raízes dos dentes que sorriem belos sorrisos juntos e tão bem afortunados assim, mesmo em público? Já não é tempo da corrupção experimentar sua extração?

Puxa-saco

  • Não te disse então que a raiz desse dente era mesmo muito profunda?

__________________________________________________________________________________________________

Brasil mostra a tua cara, diz logo qual é o teu negócio bem como o nome do teu sócio, que só de puxa-saco e ócio também não dá pra gente ser feliz!

Confia em mim!

________________________________________________________________________

Anúncios

Publicado em 10 de abril de 2014, em ARTE, ATUALIDADES, CHARGE, CIDADANIA, CIDADES, CULTURA, EDUCAÇÃO, FILOSOFIA, HUMOR, INFORMAÇÃO, JUSTIÇA, JUVENTUDE, MATURIDADE, PARADIGMAS, PAZ, PENSAMENTOS, POLÍTICA, REFLEXÃO, TV, VOZ DIGITAL e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: