Arquivos do Blog

Enquanto o povo cresce, alguns vândalos estão pondo as suas máscaras!

_________________________________________________

Revoltas e manifestações acontecem quando o povo já não consegue enxergar quem está à esquerda, e quem está à direita das suas necessidades, expectativas e sonhos.

Nestes momentos de tensão criativa e de restabelecimento da ordem, apesar do caos aparente, pouco importa quem está à esquerda ou à direita de cada parte do povo. Para o povo, nestes momentos, ninguém têm crédito para o representar. Então, há de se perceber que estes movimentos são apartidários.

Mas, tão logo o povo retome pra si a posse da hierarquia representativa do poder, são os partidos à esquerda ou à direita que serão escolhidos por ele para operacionalizar as mudanças. Então, é previsível que o povo queira falar com os partidos existentes somente depois de todos eles entenderem que eles existem é para o povo, e não o contrário.

Há de se firmar, em seguida, um compromisso moral de representatividade do poder do povo e delegado por ele. Até porque as pessoas que integram os partidos também são parte do povo.

Mas há uma tendência, dentro e pós-crise, que os partidos se enxuguem, recuperando assim a sua identidade inicial numa referência bipolar, de esquerda e direita.

Como não há mais a guerra fria, e por conseguinte a necessidade da existência dos extremos “salvadores” no cenário político internacional, é uma ótima oportunidade para todos compreenderem melhor quem eles querem que atue na defesa dos seus interesses, se é a esquerda ou a direita.

Vamos facilitar a compreensão, definindo melhor as atribuições de cada identidade partidária. Para isto, valer-me-ei de um paralelo com um carro. Nele, existem os pedais à esquerda (freio) e à direita (acelerador). Qualquer motorista habilitado sabe que para avançar no trânsito, ele precisa acelerar. E quando ele quer uma posição de defesa daquilo que ele já conseguiu andar, ele pisa no freio. Simples assim, tudo muito espontâneo e sem traumas.

Na política não é diferente, só que o partido que costuma representar os avanços é o da esquerda. E quando se precisa dar um freio para garantir a integridade daquilo que já se rodou (conquistou), é o partido de direita quem o faz, ou deve fazer.

Soa no mínimo estranho os representantes da esquerda afirmarem publicamente que não conseguem entender os motivos dos protestos. Não entendem, porque se posicionaram e agem como um partido de direita, e o povo quer avançar. São de direita quando “seguram” as instituições democráticas, paralisando-as, a fim de preservar os direitos… Só que aqui está o grande equívoco: eles preservaram os direitos dos seus pares, e não os do povo!

Reparou como eles blindaram os seus amigos que cometeram crimes administrativos, contra a ordem econômica e contra as licitações que esperava-se tivessem ética e transparência, e que uma vez condenados, foram encaminhados para postos de promoção, e não para a cadeia como queria e quer o povo!?

Eles dizem que não entenderam os motivos dos protestos e manifestações que estão acontecendo? Acho que foi o caráter corrompido deles que corroeu a sua inteligência e sensibilidade!

Então, com muita tranquilidade eu afirmo: O POVO ESTÁ CERTO MESMO! COMO É POSSÍVEL PROGREDIR COM UM CAPITAL HUMANO POLÍTICO TÃO DETERIORADO ASSIM!?

Protestos-resumo_facebook

Em resumo: neste momento, os partidos políticos, quaisquer que sejam as suas bandeiras motivadoras, devem respeitar as ações necessárias que o povo está executando para restabelecer a ordem moral das instituições democráticas. Sendo assim, neste momento sugiro um acompanhamento apartidário.

Num outro momento, quando a força moral das instituições já estiver recuperada, o povo irá convocar os partidos políticos que melhor se sintonizem com esta sua nova idade de crescimento e consciência política. Neste momento sim, deverá haver um reposicionamento dos partidos, que já deverão estar devidamente saneados da presença dos que só corrompem e roubam, se quiserem continuar a existir e gozar do respeito do povo!

Não compreender isto, é dar atestado público de analfabetismo político!

_________________________________________________________________________________________

Vândalos e seus patrões estão com medo!

__________________________________________________________________________

Custaram alguns a entender que o povo é sério, estava falando sério e sabe que ele é o dono do Brasil!

E que, apesar desta seriedade, é um povo alegre e que adora músicas!

Apenas que a música é vibração, e a vibração move o universo, só por isto!

A grande mídia e as redes sociais continuam a mostrar que os movimentos continuam, Brasil adentro, com emoção, foco e música…

É, porque o gigante acordou e está feliz!

Falando em música, som na caixa maestro!

charge sobre o momento político atual

Manifestações-Populares-protestos-em-SP

__________________________________________________________________________

 

O Gigante Acordou!

Membro do Instituto Eco Amazônia

Bruno Boni, presidente do Instituto Eco Amazônia.

O que está levando as pessoas para as ruas no Brasil? Se você acha que a resposta está nos centavos do aumento das passagens, ou qualquer coisa pontual, você está muito errado. A única explicação que faz sentido é a que considera uma conjuntura muito maior. Uma visão sistêmica. Desigualdade, políticas econômicas atrapalhadas, inflação, economia mundial, medidas populistas, atropelamento da legislação, retrocesso na legislação ambiental, interferência política nas estatais, corrupção e uma tremenda falta de representatividade no política. A questão dos reajuste das passagens, assim como gastos absurdos para Copa/Olimpíadas são apenas “gatilhos” (que não deixam de ser graves) para algo, que é muito maior e tem escala mundial. Estamos falando do esgotamento do modelo de desenvolvimento socioeconômico, agravado por uma crise de representatividade. Basta olhar para as manifestações que estão acontecendo pelo mundo inteiro…

A partir dos meados do século XVIII, o modelo de crescimento econômico baseado na industrialização e consumismo, junto ao progresso técnico-científico, trouxe extraordinários avanços à qualidade de vida, ainda que de forma severamente desigual. Porém, surgem sólidas evidências que revelam espantosos limites para o modelo de desenvolvimento baseado no crescimento econômico: não conseguimos resolver os graves problemas da desigualdade, há uma grave crise de representatividade política e os impactos ambientais das nossas atividades já são severos em escala global. Esta constatação configura um verdadeiro “choque de realidade.” Em termos de qualidade e padrão de vida, este modelo por várias gerações iluminou a esperança quanto ao futuro, mas agora passou a ser a principal ameaça para a realização deste sonho coletivo.

Um pouco mais sobre o Brasil, imaginem a vergonha que vamos passar nos grandes eventos como a Copa e as Olimpíadas… Os eventos são considerados por alguns políticos, grandes empresários, boa parte da mídia, entre outros, como “vitrine” para o país. Para a imagem ficar bonita, aplicaram um “filtro”: fazendo remoções de comunidades, realizando falsas pacificações em favelas, atropelando a legislação ambiental, limpando as regiões em torno dos estádios, mascarando o trânsito com mudanças temporárias e… provendo a “garantia da segurança aos torcedores” com uma efetivo policial “altamente preparado” para lidar com situações de multidão. Esqueceram porém, que todo filtro é frágil. Um filtro esconde, mas não muda a realidade. E a grande “vitrine” que venderia o país [eternamente?] do futuro, vai virando uma “antipropaganda”, expondo as malandragens desse país. Tudo isto, felizmente, possível através da coragem de alguns, que estão protestando e quebrando o filtro, defendendo o que DEVERIA ser o nosso interesse comum. Mas, são reprimidos com força pela polícia, e moralmente por uma triste maioria que prefere a falsa “ordem da malandragem” que lutar por um Brasil e um mundo melhores. Que a vergonha que vamos passar sirva de estímulo para mudanças, vamos manter o gigante acordado.

Texto: Bruno Boni, presidente do Instituto Eco Amazônia

____________________________________________________________________________________________________

Bem, nem todo tumor é maligno, embora seja resultado de um crescimento anormal e repentino também! No caso do tumor benigno, as células crescem para chamar a atenção do “corpo todo” para alguma causa “de morte” que ameaça o seu futuro! No tumor maligno, o crescimento repentino é uma carta de suicídio para avisar da desistência de viver de modo cooperativo, por não acreditar em ninguém, tampouco em si próprio! Em ambos os casos, o ponto de partida é mental, embora o portador possa não estar consciente disto ainda! Uma vez compreendidas pelo mental consciente, o portador de qualquer dos tumores pode realizar a “cura”! As células de um e outro tipo de tumor se confundem por instantes; são as células “manifestantes” e as células “vândalas”… Não saber reconhecê-las pode acelerar a morte! Pois até o tumor “benigno” poderá se converter num câncer! Que também pode ser vencido, só que dá muito mais trabalho se o portador deixar ele tomar conta das funções vitais! As células cancerosas são ávidas por consumir o patrimônio estrutural e operacional das outras, porque não têm consciência que fazem parte do corpo  e, agindo assim, vai acabar morrendo também, por matar o corpo que lhe oferece o sustento! As células cancerosas são ativadas pela energia dos pensamentos que usurpam a energia vital de todas as células. No caso de um povo, são os pensamentos daqueles que o governam, pois que foram eleitos para o governarem e, pela falta de competência, corrupção das suas responsabilidades ou insanidade, podem levar à morte de todas as células, inclusive dos próprios (des)governantes! É a Lei da Atração e Reciprocidade! Senão, reparem para onde costuma se dirigir a manifestação das células, gritantes ou vândalas!? Não é para os centros de emanação da energia dos pensamentos que as governam!? Então…!? Mas devo lembrar que até o tumor benigno pode matar se não for diagnosticado e compreendido a tempo de se focar as soluções de cura, por inviabilizar o metabolismo das demais células sadias, ao impedir estas de se movimentarem em busca de seu alimento garantidor da energia vital!

Bebê sorrindo 4

___________________________________________________________________________________________

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 546 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: